Newsletter
Subscreva a nossa newsletter

Newsletter

FacebookTwitter
Jornal do Concelho de Oleiros | Directora: Daniela Silva | Periodicidade: Trimestral | Dezembro 2017 nº65 Ano XV
Resposta aos incêndios
Rali e futebol solidários com Oleiros

rali.jpgA Escuderia Castelo Branco e a Federação Portuguesa de Futebol estão a apoiar as vítimas dos incêndios florestais que afetaram o concelho de Oleiros no passado mês de outubro.

A Escuderia, no âmbito do Rali de Oleiros - Rota do Medronho, contribuiu para a reflorestação do concelho ao entregar mais de 3500 árvores à Câmara de Oleiros. A entrega foi feita no dia 1 de dezembro, antes do começo oficial das Provas Especiais de Classificação, pelo piloto Filipe Abrantes, presidente do Núcleo de Pilotos do Centro.

Paulo Urbano, vereador da autarquia agradeceu o gesto, lembrando que esta iniciativa irá inspirar muitas outras.

A organização disponibilizou também parte do valor das inscrições dos Pilotos, associando-se também donativos de Clubes Filiados na FPAK, Empresas, Parceiros da Escuderia e anónimos.

Para António Sequeira, presidente da Escuderia Castelo Branco, o desejo é tornar a colorir de novo o território, "sendo esta iniciativa o mínimo que podíamos fazer, assim juntamos o desporto, que é da nossa eleição, a uma ação solidária, que é a nossa obrigação. Oleiros precisa e merece".

Futebol recupera casas

Já a Federação Portuguesa de Futebol, após os jogos da seleção principal de futebol, com a Arábia Saudita e os Estados Unidos da Américo que permitiram recolher donativos (700 mil euros no total), irá apoiar a recuperação de casas de primeira habitação em todas as zonas do país afetadas, sendo Oleiros um dos concelhos abrangidos por esta medida. Recentemente responsáveis da Federação, acompanhados do presidente da Associação de Futebol de Castelo Branco, estiveram no concelho a visitar duas famílias que ficaram com as casas danificadas. Os critérios de apoio estão relacionados com o facto de serem casas de primeira habitação, agregado familiar e as suas condições, e com o facto das casas não serem abrangidas por seguros ou outros apoios.

Enviar por E-mail

(* campos de introdução obrigatória)