Newsletter
Subscreva a nossa newsletter

Newsletter

FacebookTwitter
Jornal do Concelho de Oleiros | Directora: Daniela Silva | Periodicidade: Trimestral | Agosto 2018 nº67 Ano XV
Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno
Villas-Boas traz elã a Baja do Pinhal ganha por João Ramos

villas boas.jpgO antigo treinador do Futebol Clube do Porto e do Zenith de São Petersburgo, André Villas_Boas marcou presença do Baja TT Pinhal 2018 que entre dia 18 e 19 de março se realizou nos concelhos de Oleiros, Proença-a-Nova e Sertã, numa organização da Escuderia Castelo Branco. A vitória sorriu à dupla João Ramos - Victor Jesus (Toyota Hilux), os mais fortes entre todos os participantes, deixando na segunda posição Pedro Ferreira e Hugo Magalhães (Ford Ranger). O terceiro lugar foi conquistado por Hélder Oliveira e Pedro Lima (Mini Paceman).

No final da prova João ramos mostrava-se satisfeito. "Não se pode começar de melhor forma. Ganhei o rali e todos os sectores seletivos, o que também é muito bom porque fui buscar um ponto a cada um deles. Por isso, consegui obter o pleno a nível de resultado", frisou João Ramos.

baja2.jpgO agrupamento T2 foi dominado por Rui Sousa, oitavo classificado da geral. O piloto, atual campeão em título, não deixou créditos por mãos alheias e foi o mais rápido em todos os setores seletivos, ao volante de uma Isuzu D-Max. Imediatamente atrás, em nono, ficou Hugo Raposo, que ao volante da sua Nissan Navara obteve a vitória no agrupamento T8.

A Baja TT do Pinhal marcou também o arranque do Desafio Total/Mazda, competição que partilha as mesmas seis provas do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno. O vencedor foi Francisco Gil, em Mazda Proto, piloto que terminou no 11º lugar da geral. Já na Taça de Portugal de Todo-o-Terreno foi Tiago Santos, em Land Rover Defender, a assegurar o triunfo.

Nas motos, estiveram em destaque António Maio, Arnaldo Martins e João Monteiro." "Foi uma batalha muito interessante e é um facto que a anulação da SS3 acabou por me beneficiar. Na SS2 aproveitei para gerir sem arriscar e acabei por ter a sorte do meu lado. Entrar a vencer no baja5.jpgcampeonato é importante, especialmente porque já percebemos que a época será muito dura e muito disputada até final. O nosso objetivo é alcançar o título e dar esse prémio aos patrocinadores que apostam em nós", explicou João Monteiro, citado no site da Federação Portuguesa de Motociclismo.

A prova, a primeira a contar para o campeonato nacional da modalidade, teve uma extensão de 325 quilómetros cronometrados.

Além das inovações introduzidas pela organização, como é o caso da Sertã Power Stage, a inscrição de André Villas-Boas veio dar a esta prova uma nova atratividade mediática. O treinador de futebol participou na sua segunda prova de automobilismo, competindo na Baja TT do Pinhal depois de ter participado no Dakar. Ao volante de um Can-Am Maverick X3, na categoria SVV (buggy), e com Gonçalo Magalhães como navegador, Villas-Boas obteve a 15ª posição nos SSV.

baja7.jpgA prova deste ano, começou em Oleiros, e percorreu os concelhos de Proença-a-Nova e Sertã. A Escuderia de Castelo Branco, procurou manter o formato bem-sucedido da competição, com algumas inovações como a Sertã Power Stage, uma especial para motos, quads e SSV.

Enviar por E-mail

(* campos de introdução obrigatória)
Twitter Laureus Sport; Nuno Barata; CMO