Newsletter
Subscreva a nossa newsletter

Newsletter

FacebookTwitter
Jornal do Concelho de Oleiros | Directora: Daniela Silva | Periodicidade: Trimestral | Agosto 2018 nº67 Ano XV
FPF entrega casas em Oleiros

DSC02089.JPG

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol entregou, este mês de junho, duas casas reconstruídas a famílias que ficaram sem a sua habitação na sequência dos incêndios de outubro.

Fernando Gomes destacou a solidariedade do povo português que respondeu ao desafio da Federação, aos espetadores que assistiram aos jogos solidários e aos jogadores que abdicaram dos prémios de jogo a favor desta causa solidária.

"Gostaríamos de ter muito mais meios para fazer minimizar o impacto negativo que os nefastos incêndios tiveram nestas regiões. Hoje é um dia feliz para nós, pois estamos a concretizar, a apoiar e a ajudar um conjunto de famílias, minimizando os problemas que tiveram", começou por referir Fernando Gomes.

O responsável pela Federação lembraria ainda que  a Federação vai atribuir 12 casas reconstruídas. "A nossa opção foi para apoiar as famílias que ficaram sem primeiras habitações, que não tinham seguro, e que eram propriedade de famílias numerosas. São famílias que não tinham possibilidade de reconstruir as suas casas. Este é um dia que vai ficar marcado nas nossas vidas e que ficará registado a letras de ouro na história da Federação".

DSC02108.JPG

Fernando Gomes lembra que os 720 mil euros foram angariados através da receita dos dois jogos, dos espetadores que responderam às linhas de apoio e aos jogadores que doaram o seu prémio de presença. "Infelizmente não podemos acorrer a todos, mas conseguimos acorrer a uma pequena parte e estamos satisfeitos por poder ajudar. A Federação Portuguesa de Futebol não vai deixar de estar atenta e dentro da sua vertente social tudo fará para idealizar e promover iniciativas solidárias", referiu.

Na cerimónia, que decorreu na Câmara de Oleiros, Fernando Jorge, presidente da autarquia, disse que "esta foi uma lição que a Federação deu a muitas instituições do país", lembrando "a rapidez com que este projeto se desenvolveu. Em Portugal isso não é muito normal. Outras instituições estatais ainda não deram entrada com os projetos de arquitetura na Câmara de Oleiros. As instituições públicas começaram a trabalhar no dia 16 de outubro do ano passado e no dia 29 de maio ainda não têm os projetos feitos. A FPF pensou em fazer uma doação em dezembro e em maio está a entregar as casas".

Já Manuel Candeias, presidente da Associação de Futebol de Castelo Branco, considerou que "o futebol não é só uma modalidade de milhões e de multidões, é muito mais que isso. É amizade, compreensão e solidariedade".

 

 

 

 

 

 

 

 

Enviar por E-mail

(* campos de introdução obrigatória)
Francisco Carrega
Ricardo Coelho