Newsletter
Subscreva a nossa newsletter

Newsletter

FacebookTwitter
Jornal do Concelho de Oleiros | Directora: Daniela Silva | Periodicidade: Trimestral | Novembro 2017 nº64 Ano XV
Candidatura foi apresentada ao concurso nacional
Álvaro e Isna são maravilhas de Portugal

Dinis Carvalho - Álvaro.jpgAs aldeias de Álvaro (antiga vila e sede de concelho) e da Isna foram candidatas ao concurso que pretende escolher as melhores aldeias do país, 7 Maravilhas de Portugal - Aldeias.

As duas aldeias integraram o lote de cerca de 300 que concorreram à primeira fase, não conseguindo no entanto passar para o lote restrito das 49 aldeias que agora vão ser votadas. Ainda assim, Álvaro e Isna podem orgulhar-se de ser duas das localidades mais típicas do nosso país.

Em nota de imprensa, o Município de Oleiros revela que as aldeias de Álvaro e Isna, foram candidatas nas categorias Aldeias Ribeirinhas e Aldeia Rural.

A estratégia passou por promover duas aldeias com características bastante distintas e diferenciadoras, tendo uma tipicidade e autenticidade bastante vincadas. A escolha destas aldeias como candidatas prendeu-se com o seu posicionamento favorável dentro de cada uma das categorias que integram.

No comunicado enviado ao nosso jornal, é explicado que a "Aldeia do Xisto de Álvaro sempre conviveu em perfeita harmonia com o Rio Zêzere, servindo-se desta importante via de comunicação (através da lendária barca d´Álvaro), explorando o estanho nas suas margens, aproveitando o pescado para enriquecer a gastronomia local, ou estabelecendo uma zona de balnear muito procurada pelos veraneantes, entre muitas outras evidências".

Diz a mesma nota que "também nas encostas da aldeia, nas margens ribeirinhas, existiu uma importante mancha de azereiro (a espécie que se diz que deu nome ao rio). Por outro lado, é também aqui que começam os fabulosos Meandros do Rio Zêzere, uma das mais imponentes e deslumbrantes paisagens da região".

Isna_de_Oleiros.jpgNo caso da Isna, o destaque vai para o casario típico em xisto, preservando a identidade e autenticidade de uma população rural que aqui habita desde tempos remotos. Diz o município que a Isna é "uma terra de forte tradição cinegética, aqui se realizaram caçadas reais, devido à abundância de javalis que se alimentavam do fruto de seculares castanheiros que ainda hoje persistem. Esta aldeia genuína construída em xisto mantém características rurais muito próprias e ancestrais, as quais perduraram no tempo devido ao isolamento, como é o caso da existência de um rebanho comunitário".

A Isna é ainda uma aldeia que "tem forte vocação agro-pecuária e as suas características de solo e clima conjugam-se para que o milho aqui produzido seja único dando origem à tradicional Broa da Isna, uma especialidade obtida desde tempos remotos pelas mãos experientes das Mulheres da Isna".

A concluir, a nota da autarquia recorda que "Oleiros tem um território riquíssimo do ponto de vista do património histórico e natural. A presença das suas aldeias em projetos reconhecidos, como a Rede das Aldeias do Xisto ou o Geopark Naturtejo, com o Trilho Internacional dos Apalaches português aqui sedeado, posicionam este concelho como referência no turismo a nível nacional e internacional".

Enviar por E-mail

(* campos de introdução obrigatória)
Dinis Carvalho
 

 
Edição Digital - (Clicar)
Últimas
    Meteorologia
    Céu Limpo
    domingo 19-11-2017
    Céu Limpo
    Máx: 19º | Mín: 6º
    Céu Limpo
    segunda-feira 20-11-2017
    Céu Limpo
    Máx: 19º | Mín: 4º